Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019

18/9/2012 - Osasco - SP

Ballet Stagium se apresenta para alunos da EJA de Osasco




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Osasco

 

Um feliz encontro entre a dança e a poesia de Adoniran Barbosa. Assim foi descrito pelo público o espetáculo "Adoniran", do Ballet Stagium, que se apresentou no Teatro do CEU Dra. Zilda Arns nesta última quarta feira, 12 de setembro, e quinta feira.
A apresentação do Ballet Stagium faz parte do cronograma do Projeto EJARTE – projeto de enriquecimento pedagógico por meio de ações e atividades artístico – culturais voltados aos alunos e professores da EJA (Educação de Jovens e Adultos), PROEJA e do MOVA (Movimento de Alfabetização). O evento foi realizado pela Prefeitura de Osasco, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação.
O espetáculo de ballet oferecido gratuitamente aos alunos, professores e comunidade escolar, contou com a presença dos principais bailarinos e companhias de dança do Brasil. O público prestigiou o espetáculo “Adoniran”, que abrilhantou o palco do CEU, com a homenagem ao centenário do artista, um dos ícones da música brasileira cantor e compositor Adoniran Barbosa. A montagem foi baseada em reinterpretações artísticas de suas principais canções como: Saudosa Maloca, Bom dia tristeza, Trem das Onze, Tiro ao Álvaro, As Mariposa, Mensagem, Viaduto Santa Efigênia e Iracema, que saem direto das partituras para o palco não apenas em forma de música, mas também através da dança. 

 

O grupo Stagium mostrou durante a apresentação a essência da obra do compositor, que enxergava na vida dos habitantes da cidade a simplicidade, a poesia, a tragédia e a comicidade. “Alunos da EJA vieram comigo nessa noite linda, e estão maravilhados com essa oportunidade sem igual de saborear a arte de perto”, salientou a vice-diretora Edna Solza da EMEF Prof.ª Terezinha Martins Pereira.
A estudante da EJA Maria de Amorim, de 38 anos, que estuda na EMEIEF Valter de Oliveira Ferreira disse “que o espetáculo transmitiu muita alegria. Presenciei a abertura do EJARTE, me emocionei com a Orquestra Jazz Sinfônica. O acesso gratuito a cultura e a arte esta sendo um grande aprendizado, que é necessário á toda sociedade”, comentou.
Com direção de Décio Otero e Marika Gidali, o espetáculo recriou no palco do CEU Dra. Zilda Arns partituras das canções do poeta em uma escrita coreográfica de um elenco renovado que permanece presente durante todo o espetáculo comentando as ações dos solistas, duos e trios, refazendo no palco toda a turbulenta massa de pessoas das ruas de São Paulo, com seus dramas, preocupações, medos, ânsias e desejos mais diversos recompondo o personagem que observava e extraia em seguida tudo em suas composições. 
Para a diretora artística do espetáculo e uma das fundadoras da companhia Marika Gidali, o olhar de Adoniran para o cotidiano é justamente o mais encantador de sua obra. “Adoniran tinha um jeito muito peculiar de falar de coisas delicadas e problemas sociais de forma leve, lúdica e foi essa essência que quisemos manter no espetáculo", explicou.
Para a diretora de Educação, Maria de Lurdes Neves, que na ocasião representou a secretária municipal, Marinalva Oliveira, “a música o teatro, as artes de maneira geral são fundamentais no processo de construção da integridade do ser humano, sujeito e objeto da educação de qualidade. O EJARTE está em sua segunda edição, na qual prioriza despertar e desenvolver o gosto pela arte, favorecendo o desenvolvimento da sensibilidade, criatividade, respeito ao próximo, socialização e afetividade que contribui para uma efetiva consciência da importância da arte na vida social”, concluiu. 
O público se emocionou e se divertiu com a apresentação e também fez constatações, como o morador Carli Aurélio, de 42 anos, “deparamo-nos com uma pobreza cultural e sabemos que uma apresentação como esta geralmente esta presente no centro da cidade. Hoje temos essa oportunidade do Projeto EJARTE e CEU em Cena, que está proporcionando a toda comunidade, alunos e professores o acesso a cultura de qualidade. Estamos sendo inseridos em uma rica realidade cultural que dificilmente estaria presente na comunidade se não fosse por esse projeto de incentivo a cultura e arte”, afirmou. 

SERVIÇO: 
Dia: 3 de Outubro, às 20h - Peça teatral Dom Casmurro sobre a obra de Machado de Assis
Dia: 4 de Outubro, às 20h - Ópera com o mestre João Mauricio Galindo
Dias: 7 e 8 de novembro, às 20h - Baião de 4 com Maria da Paz e trio Sabiá 
Local: CEU Dra. Zilda Arns – Rua Theda Figueiredo, 155 – Jardim Elvira

 

 

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Osasco Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.