Sexta-Feira, 20 de Abril de 2018

12/4/2018 - Osasco - SP

Bate coração: cirurgias de marca-passo no HMB restauram vidas




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Barueri

 

“Eu já consigo respirar melhor”. Essa é a frase mais ouvida dos pacientes que acabaram de passar pela cirurgia de implante de marca-passo - dispositivo que estimula os batimentos cardíacos. Isso porque a melhora é percebida quase que instantaneamente à sua colocação, ainda mais que o procedimento é rápido, leva de uma a duas horas, e exige apenas anestesia local.

A cirurgia começou a ser realizada no Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) há cerca de três meses e, até o momento, pelo menos cinco pessoas já se beneficiaram dela. De acordo com o cirurgião cardiovascular Eduardo Nascimento Gomes, um dos membros da equipe médica, a intervenção precisa obedecer algumas indicações. “No HMB implantamos em quem está com bloqueio atrioventricular total sintomático, ou seja, em pacientes com frequência cardíaca baixa, em torno de 30 batimentos por minuto, com cansaço devido a essa baixa frequência cardíaca”, explica.

Bem que o chefe da equipe, o cirurgião cardiovascular Walter José Gomes, disse que essa cirurgia tem a capacidade de restaurar vidas. Segundo ele, normalmente o paciente recebe alta já no dia seguinte ao procedimento.

Vida normal
Foi o caso da babá Eunice Souza Costa Moura, de 58 anos, pega de surpresa pela enfermidade e que precisou ser operada no dia 13 de março. “Nem sabia que tinha esse problema. Eu estava com muita canseira e achava que era por causa da pneumonia, mas não, era do coração muito fraco”, relatou. Em sua primeira passagem pelo HMB, Eunice está admirada com o tratamento recebido e disse que só levará boas lembranças do Hospital.

“Foi tão rápido! Me trataram muito bem. Já respiro melhor, não sinto canseira. Já levantei sozinha, fui ao banheiro, tomei banho, então é um restabelecimento rápido. Não tem comparação essa equipe, tudo que eu precisei veio na minha mão, não precisei sair do quarto pra nada; fui bem tratada por todos os enfermeiros, melhor do que em casa. Só vou levar boas recordações daqui, foi maravilhoso, poderia ter em todos os lugares um hospital assim”, disse, satisfeita.

O discurso se repete com o paciente Leandro Pereira, de 72 anos, que passou pela mesma cirurgia no mesmo dia que Eunice. Ele sofreu um infarto no domingo anterior e, atendido no Pronto-Socorro do Parque Imperial, descobriu o problema no coração, sendo encaminhado ao HMB.

“Coloquei ontem o marca-passo e hoje estou bem pra caramba. Eu tinha falta de ar e tontura direto, depois da cirurgia acabou tudo. Saí bem da sala, só com um pouco de dor no corte”, conta o aposentado, que não economizou elogios à equipe. “Que equipe que tem aqui, gostei demais! Não tem nem como agradecer o que eles fizeram por mim. Tanto na UTI como aqui no quarto o tratamento é maravilhoso”, comemorou.

O implante de marca-passo, conforme explica a equipe médica, é definitivo e após passar pelo procedimento o paciente leva uma vida normal.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Osasco Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.