Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017

27/7/2012 - Osasco - SP

Cine Tela Brasil exibe gratuitamente filmes nacionais a moradores do Morro do Sabão




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Osasco

Entre 24, 25 e 26 de julho, a 7ª arte fez presença no bairro Munhoz Júnior, zona norte de Osasco. Patrocinado pela Sanofi, e com apoio da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano, da Secretaria da Cultura e da Buriti Filmes, o projeto Cine Tela Brasil exibiu no bairro os filmes “Eu e Meu Guarda-Chuva”, “Rio”, “As Melhores Coisas do Mundo” e “O Palhaço”.

Com 6 sessões diárias, o projeto encantou os moradores, muitos indo ao cinema pela primeira vez. E começaram em grande estilo: os espaços, com estrutura de shopping Center, contam com 225 lugares, assentos acolchoados, ar condicionado, projeção cinemascope 35mm, som stereo surround e tela de 21 metros quadrados.

Maria Clara ainda não fala, mas sua mãe Suellen garante que a pequena se encantou com sua primeira incursão a um cinema: as luzes e sons aguçaram os sentidos da menina de 1 ano e meio.

A cunhada de Suellen, Regina Célia, já havia ido ao cinema, mas adorou o projeto, e espera que a cultura continue presente na comunidade. “É uma ótima diversão para as crianças”, analisou.

O produtor do Telecine Brasil, José Carlos da Silva, contou que o projeto começou em 2004, quando os cineastas Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi (realizadores dos filmes Bicho de Sete Cabeças, Chega de Saudade e As Melhores Coisas do Mundo) assumiram a responsabilidade de levar o cinema para localidades distantes. Em 2012, o projeto está atingindo a marca de 1 milhão de espectadores, e já passou por 391 cidades. “Quando há parceria entre os realizadores do projeto, governo federal, prefeitura e secretarias, como ocorreu aqui em Osasco, o projeto é um sucesso, e isso é muito positivo para o Brasil: cultura e educação andam juntos”, garantiu.

Para o secretário adjunto de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Álvaro Mello, a meta da pasta é ir além do lugar-comum de que habitação é sinônimo apenas de construção de casas. “Em Osasco, nosso trabalho é mais amplo: fazemos espaços para viver, com acesso à moradia digna, claro, mas também à educação, saúde, trabalho e cultura”, afirmou. De acordo com ele, o projeto Cine Tela Brasil cria uma interface com as frentes em que a secretaria atua. “Dentro das áreas que estão sendo urbanizadas, optamos por levar o Cine Tela ao Morro do Sabão, e pretendemos expandir projetos ligados à cultura e ao lazer nos locais onde atuamos”, concluiu.

A escolha do Munhoz Júnior para a exibição dos filmes está relacionada a essa percepção, de que habitação é mais do que moradia. O Munhoz Júnior é um dos muitos bairros de Osasco que recebem grandes investimentos na área da habitação. 

Por meio do PAC, 176 unidades habitacionais já foram entregues, e mais de 1.400 famílias tiveram acesso à infraestrutura, saneamento básico e regulamentação fundiária.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Osasco Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.