Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019

11/4/2019 - Osasco - SP

Prefeito sanciona leis sobre plano de carreira e salários dos servidores da Educação




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Osasco

Osasco_1554931437_[36]

Texto: Marco Borba

Imagens: Arquivo Secom

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, sancionou as leis complementares 351 e 352, de abril deste ano, aprovadas pela Câmara Municipal, que tratam respectivamente sobre o plano de cargos, carreira e salários dos servidores de apoio da Secretaria de Educação, e o plano de carreira e remuneração do magistério público municipal.

As referidas leis foram publicadas terça-feira, 9/4, na edição 1640 da Imprensa Oficial do Município de Osasco (IOMO), e podem ser conferidas na integra no portal da Prefeitura em: www.osasco.sp.gov.br.

O  capítulo I das Disposições Preliminares da Lei Complementar 351 traz no artigo 2º: o plano de carreira é o conjunto ordenado das regras que definem a progressão funcional dos ocupantes de cargos de provimento efetivo, por meio de progressão vertical na carreira dos servidores do apoio da Secretaria de Educação. O artigo 3º aponta que a progressão na carreira será através do aperfeiçoamento profissional e titulação acadêmica.

Já os capítulos seguintes tratam dos cargos, atribuições, requisitos e ingresso na carreira, por meio de concurso público (artigo 5º), e jornada de trabalho.

A Lei Complementar 352, por sua vez, traz em seu artigo 2º que o Plano de Carreira e Remuneração visa estruturar o quadro de pessoal do magistério público municipal, estabelecendo normas de enquadramento e tabela de vencimentos, construídas de forma a incentivar a formação, o aperfeiçoamento, a atualização e a especialização de seu pessoal para propiciar a melhoria do desempenho de suas funções ao formular e executar as ações estabelecidas pelas políticas nacionais e planos educacionais do município.

O artigo 3º define que o regime jurídico dos servidores enquadrados no plano de carreira e remuneração instituído na referida lei é o estatutário.

A aprovação das respectivas leis põe fim a uma jornada de mobilizações e reivindicações do setor que já durava sete anos. A minuta do projeto de lei, elaborada conjuntamente entre representantes do governo e da categoria, foi assinada em dezembro do ano passado, após diversas reuniões entre as partes ao longo de 2018.

Osasco tem cerca de 5.600 professores (creche, Emei, Emef e EJA) e aproximadamente 68 mil alunos.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Osasco Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.