Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017

2/8/2012 - Osasco - SP

Secontru amplia repressão contra produtos ilegais




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Osasco

A Secretaria de Segurança e Controle Urbano (Secontru) da Prefeitura de Osasco realizou na manhã da segunda-feira, 30 de julho, mais uma operação especial de combate à pirataria. A ação resultou na apreensão de cerca de 1 tonelada em produtos sem procedência legal e se concentrou no Centro da cidade, com o apoio da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal (GCM).

Dentre as mercadorias apreendidas estavam CDs e DVDs (aproximadamente 70 mil unidades), revistas, roupas, carregadores de celular, pen-drives, pilhas e diversos aparelhos eletroeletrônicos em geral. A operação, que mobilizou em torno de 30 agentes da Fiscalização da Secontru, 15 GCMs e 10 policiais militares, visitou 15 estabelecimentos na área central de Osasco, bem como bancas de jornal e vendedores ambulantes. Ela aconteceu pacificamente, não houve casos de resistência e ninguém foi conduzido à delegacia.

A carga apreendida permanecerá no depósito da prefeitura até a comprovação, por meio de notas fiscais autenticadas, da procedência legal da mercadoria pelo responsável. Não havendo comprovação, alguns produtos serão destruídos, como CDs e DVDs, e outros irão a leilão. “Por trás da pirataria existe uma gama de problemas no tangível à marginalidade já conhecidas por grande parte da população, como o fomento ao tráfico de drogas, abastecimento da indústria de armas e bebidas ilegais”, declarou o diretor do Departamento de Controle Urbano da Secontru, William de Martini, que acompanhou a operação.

Ele também destacou que o município está empenhado em combater a pirataria e, recentemente, promoveu uma campanha educativa junto aos comerciantes e ambulantes, alertando sobre o prejuízo que a falsificação causa à indústria e aos cofres públicos e ressaltando que os produtos piratas ainda podem causar sérios males à saúde do consumidor. “Esta é uma ação importante para a cidade e para os comerciantes regulares, que pagam em dia seus impostos e que sofrem a concorrência desleal dos produtos de procedência duvidosa. Com essa medida, valorizamos aqueles comerciantes que contribuem para o desenvolvimento de Osasco, mantendo seus funcionários registrados e cumprindo as determinações legais”, ressaltou William.  

De acordo com o Secretário da Secontru, José Amando Mota, a operação é uma ação prevista no termo de cooperação técnica existente entre a prefeitura de Osasco e o Ministério da Justiça, por meio do Conselho Nacional de Combate à Pirataria. “Este convênio já possibilitou que os nossos agentes e os nossos guardas participassem de curso de capacitação para o reconhecimento de produtos pirateados, o que representa uma importante ferramenta ao nosso trabalho”, salienta José Amando.

Júlio Rezende
Jornalista da Secontru



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Osasco Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.