Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019

8/11/2012 - Osasco - SP

Secretaria da Cultura realiza palestra com o tema Imprensa e Política na Unifesp




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Osasco

Em mais uma edição do Ciclo de Palestras “Osasco: memórias e perspectivas”, que integra as comemorações do cinquentenário da cidade, a Secretaria da Cultura realizou, em 7 de novembro, na Unifesp, um encontro entre os professores Murilo Leal, doutor em História Social pela Universidade de São Paulo e professor adjunto da EPPEN (Escola Paulista de Política, Economia e Negócios), e Antonio Roberto Espinosa, jornalista, filósofo e Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. O secretário da Cultura, Luciano Jurcovichi, foi o mediador. Também compôs a mesa a professora doutora Ieda Verreschi, diretora acadêmica do Campus Osasco da Unifesp.

Ao abrir os trabalhos, o secretário da Cultura afirmou ser uma honra estar na Unifesp, cuja implantação do campus de Osasco é fruto de uma luta árdua da atual administração, e mostrou desejo de mais parcerias entre a universidade e os órgãos públicos. “Precisamos sair dos muros da universidade e dialogar com a sociedade, relacionando o espaço da reflexão com o mundo concreto”.

Na palestra, Roberto Espinosa focou a história de Osasco, polo da resistência à ditadura militar, e sua própria trajetória na imprensa alternativa da cidade. “Sempre fui responsável pela imprensa dos movimentos estudantis e sindicais dos quais participei. Eu fazia folhetos, e vivia sob o constante desafio de escrever algo que se destacasse na multidão dos outros escritos da esquerda, repletos de doutrinação. Para isso, trabalhamos na diagramação e usamos uma linguagem épica, baseada em folhetins”, contou ele, que atuou em jornais como “Movimento”, “Em Tempo”, e também no Última Hora e em publicações da Abril.

Murilo Leal fez um paralelo entre a emancipação de Osasco, as greves de 1968 e a implantação do campus Osasco da Unifesp. Ao final, levantou um questionamento sobre como a universidade vai interagir com a cidade e a história de Osasco. “Acredito que a universidade possa contribuir com a cidade no âmbito ambiental, nos rumos da democracia, e nas discussões acerca do modelo de crescimento da cidade e do país. A história de Osasco nos estimula a expandir os horizontes de pesquisa e realização profissional”, garantiu.

O Ciclo de Palestras é um programa da Secretaria da Cultura que tem como objetivo resgatar a memória e difundir o conteúdo histórico do processo de desenvolvimento do município. Entre os temas já abordados pelo projeto estão “Imigrantes e operários”, “Industrialização, crescimento e movimento operário”, “Esporte, Cultura e Arte” e “O processo de emancipação”. Haverá ainda mais uma edição do ciclo, em dezembro.

A palestra contou com entrega de certificação aos participantes, que eram estudantes, professores, representantes da imprensa local e outros interessados no tema.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Osasco Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.