Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017

11/10/2017 - Osasco - SP

Valor médio do m² de imóveis à venda no Brasil se mantém estável




Resultado de imagem para imoveis

Valor médio do m² de imóveis à venda no Brasil se mantém estável no terceiro trimestre do ano, aponta DMI-VivaReal

São Paulo, outubro de 2017 – O preço nominal médio do m² para venda no Brasil atingiu o valor de R$ 4.833 no terceiro trimestre de 2017 e se manteve estável em relação ao segundo trimestre deste ano (R$ 4.833). Em comparação ao mesmo período de 2016 (R$ 4.868), houve desvalorização de 0,72%. O levantamento foi realizado pelo VivaReal.

O DMI (Dados do Mercado Imobiliário) contempla uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País e considera mais de 2 milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel. Clique aqui para acessar a íntegra da pesquisa relativa ao terceiro trimestre de 2017.

Entre as cidades analisadas, o DMI-VivaReal analisa as valorizações e desvalorizações no preço nominal médio do m² para venda. No terceiro trimestre de 2017, em comparação ao mesmo período do ano anterior, 20 cidades registraram alta no preço médio do imóvel, duas se mantiveram estáveis e outras oito (Natal, Niterói, Santo André, João Pessoa, Campinas, Porto Alegre, São Bernardo do Campo e Londrina) sofreram queda, conforme mostra a tabela abaixo:

CIDADE

3T15

4T15

1T16

2T16

3T16

4T16

1T17

2T17

3T17

Variação Nominal 3T17/3T16

Goiânia

R$ 3.875

R$ 3.824

R$ 4.044

R$ 4.043

R$ 3.916

R$ 4.107

R$ 4.205

R$ 4.361

R$ 4.402

12,42%

Vitória da Conquista

R$ 0

R$ 0

R$ 0

R$ 0

R$ 2.699

R$ 2.917

R$ 3.000

R$ 3.054

R$ 2.971

10,08%

Florianópolis

R$ 4.728

R$ 4.842

R$ 4.932

R$ 5.000

R$ 5.000

R$ 5.160

R$ 5.077

R$ 5.220

R$ 5.435

8,70%

Santos

R$ 5.000

R$ 5.000

R$ 5.000

R$ 5.041

R$ 5.000

R$ 5.000

R$ 5.091

R$ 5.000

R$ 5.255

5,11%

Sorocaba

R$ 3.231

R$ 3.237

R$ 3.276

R$ 3.298

R$ 3.382

R$ 3.440

R$ 3.412

R$ 3.440

R$ 3.500

3,48%

Belo Horizonte

R$ 4.444

R$ 4.360

R$ 4.417

R$ 4.514

R$ 4.467

R$ 4.608

R$ 4.600

R$ 4.600

R$ 4.600

2,99%

Fortaleza

R$ 4.386

R$ 4.375

R$ 4.460

R$ 4.419

R$ 4.590

R$ 4.667

R$ 4.588

R$ 4.702

R$ 4.688

2,12%

Recife

R$ 6053

R$ 6.040

R$ 6.034

R$ 6.038

R$ 6.084

R$ 6.097

R$ 6.207

R$ 6.213

R$ 6.210

2,08%

Curitiba

R$ 4.393

R$ 4.400

R$ 4.471

R$ 4.638

R$ 4.779

R$ 4.667

R$ 4.683

R$ 4.841

R$ 4.863

1,77%

Joinville

R$ 3.333

R$ 3.400

R$ 3.303

R$ 3.308

R$ 3.351

R$ 3.438

R$ 3.333

R$ 3.333

R$ 3.404

1,59%

São Caetano do Sul

R$ 5.522

R$ 5.556

R$ 5.571

R$ 5.556

R$ 5.660

R$ 5.687

R$ 5.696

R$ 5.732

R$ 5.747

1,52%

São José dos Campos

R$ 3.981

R$ 4.000

R$ 4.000

R$ 4.077

R$ 4.084

R$ 4.119

R$ 4.130

R$ 4.111

R$ 4.145

1,49%

Jundiaí

R$ 4.250

R$ 4.246

R$ 4.259

R$ 4.313

R$ 4.352

R$ 4.331

R$ 4.352

R$ 4.400

R$ 4.400

1,11%

Ribeirão Preto

R$ 3.692

R$ 3.638

R$ 3.636

R$ 3.769

R$ 3.807

R$ 3.817

R$ 3.867

R$ 3.801

R$ 3.838

0,82%

Barueri

R$ 5.500

R$ 5.512

R$ 5.550

R$ 5.607

R$ 5.686

R$ 5.662

R$ 5.704

R$ 5.696

R$ 5.730

0,77%

Vila Velha

R$ 4.444

R$ 4.583

R$ 4.606

R$ 4.615

R$ 4.714

R$ 4.706

R$ 4.677

R$ 4.714

R$ 4.750

0,76%

Vitória

R$ 5.514

R$ 5.550

R$ 5.606

R$ 5.667

R$ 5.729

R$ 5.722

R$ 5.755

R$ 5.727

R$ 5.769

0,70%

São Paulo

R$ 6.917

R$ 6.882

R$ 6.885

R$ 6.923

R$ 6.829

R$ 6.829

R$ 6.825

R$ 6.857

R$ 6.875

0,67%

Osasco

R$ 4.560

R$ 4.571

R$ 4.620

R$ 4.625

R$ 4.649

R$ 4.694

R$ 4.667

R$ 4.688

R$ 4.662

0,28%

Rio de Janeiro

R$ 7.262

R$ 7.237

R$ 7.244

R$ 7.143

R$ 7.154

R$ 7.391

R$ 7.310

R$ 7.222

R$ 7.174

0,28%

Salvador

R$ 4.831

R$ 4.898

R$ 4.884

R$ 4.951

R$ 5.000

R$ 4.965

R$ 5.143

R$ 5.175

R$ 5.000

0,00%

Guarulhos

R$ 4.460

R$ 4.463

R$ 4.516

R$ 4.625

R$ 4.714

R$ 4.771

R$ 4.646

R$ 4.682

R$ 4.714

0,00%

Natal

R$ 3.818

R$ 3.821

R$ 3.835

R$ 3.839

R$ 3.750

R$ 3.757

R$ 3.704

R$ 3.710

R$ 3.730

-0,53%

Niterói

R$ 6.250

R$ 6.190

R$ 6.138

R$ 6.163

R$ 6.154

R$ 6.167

R$ 6.098

R$ 6.081

R$ 6.118

-0,58%

Santo André

R$ 4.703

R$ 4.727

R$ 4.775

R$ 4.773

R$ 4.786

R$ 4.795

R$ 4.786

R$ 4.783

R$ 4.750

-0,75%

João Pessoa

R$ 4.321

R$ 4.286

R$ 4.375

R$ 4.444

R$ 4.444

R$ 4.441

R$ 4.444

R$ 4.462

R$ 4.408

-0,82%

Campinas

R$ 4.714

R$ 4.759

R$ 4.762

R$ 4.790

R$ 4.857

R$ 4.915

R$ 4.796

R$ 4.834

R$ 4.806

-1,05%

Porto Alegre

R$ 4.893

R$ 4.982

R$ 5.000

R$ 5.093

R$ 5.173

R$ 5.153

R$ 5.217

R$ 5.112

R$ 5.119

-1,05%

São Bernardo do Campo

R$ 4.537

R$ 4.569

R$ 4.585

R$ 4.601

R$ 4.630

R$ 4.643

R$ 4.579

R$ 4.569

R$ 4.550

-1,73%

Londrina

R$ 3.553

R$ 3.429

R$ 3.564

R$ 3.582

R$ 3.736

R$ 3.699

R$ 3.727

R$ 3.715

R$ 3.560

-4,72%

O DMI-VivaReal também listou as principais cidades brasileiras, entre as 16 analisadas, que estão com os valores do m² de venda acima da média nacional (R$ 4.833/m²). Brasília lidera a lista ao atingir R$ 7.805/m², seguida por Rio de Janeiro (R$ 7.174/m²), São Paulo (R$ 6.875/m²), Recife (R$ 6.210/m²), Vitória (R$ 5.769/m²), Florianópolis (R$ 5.435/m²), Santos (R$ 5.255/m²), Porto Alegre (R$ 5.119/m²), Salvador (R$ 5.000/m²) e Curitiba (R$ 4.863/m²). As cidades com valores abaixo da média nacional são: Campinas (R$ 4.806/m²), Fortaleza (R$ 4.688/m²), Belo Horizonte (R$ 4.600/m²), Goiânia (R$ 4.402/m²), Ribeirão Preto (R$ 3.838/m²) e Natal (R$ 3.730/m²).

Imóveis de até R$ 500 mil lideram a busca do consumidor

O DMI-VivaReal também acompanha a demanda por imóveis à venda. Em relação à faixa de preço, 73% das buscas foram por imóveis de R$ 500 mil, porém, a oferta desses imóveis foi de 52% no terceiro trimestre deste ano. Os imóveis de até R$ 170 mil representaram 20% das procuras dos consumidores, e a oferta relativa foi de 5%. Apesar da demanda por imóveis acima de R$ 1 milhão ter sido de 9%, a oferta foi de 20%.

No mesmo período, 62% das buscas foram por imóveis até 100m², e a oferta relativa para esse tipo de moradia foi de 52%. Já as residências entre 101 e 150m² representaram 19% da oferta relativa e 18% da demanda. No que diz respeito ao número de dormitórios, 42% da procura foi por imóveis de 2 dormitórios e 41%, de três quartos, enquanto a oferta relativa foi de 35% e 43%, respectivamente.

Ranking dos bairros mais procurados para venda no terceiro trimestre de 2017

  1.       Vila Mariana - São Paulo
  2.       Tatuapé - São Paulo
  3.       Barra da Tijuca - Rio de Janeiro
  4.       Boa Viagem - Recife
  5.       Recreio Dos Bandeirantes - Rio de Janeiro
  6.       Móoca - São Paulo
  7.       Ipiranga - São Paulo
  8.       Centro - Florianópolis
  9.       Moema - São Paulo
  10.   Vila Prudente - São Paulo

Ranking dos bairros mais caros para venda no terceiro trimestre de 2017

  1.       Leblon (RJ) - R$ 21.667/m²
  2.       Ipanema (RJ) - R$ 20.000/m²
  3.       Lagoa (RJ) - R$ 17.123/m²
  4.       Vila Nova Conceição (SP) - R$ 16.478/m²
  5.       Gávea (RJ) - R$ 15.833/m²
  6.       Jardim Europa (SP) - R$ 15.652/m²
  7.       Jardim Botânico (RJ) - R$ 14.674/m²
  8.       Urca (RJ) - R$ 14.000/m²
  9.       Barra Sul (SC) - R$ 13.680/m²
  10.   Jardim Luzitânia (SP) - R$ 13.636/m²

Sobre o DMI

O DMI-VivaReal (Dados do Mercado Imobiliário) é um relatório setorial do mercado imobiliário, realizado pelo VivaReal desde 2013. O objetivo do levantamento é oferecer informações sobre preço, oferta e demanda de imóveis para consumidores e profissionais do setor, tornando mais transparente o processo de aquisição e locação de imóveis.

Sobre o Grupo VivaReal

O Grupo VivaReal é líder do segmento imobiliário. Presente com escritórios em 14 cidades brasileiras, o grupo possui três frentes de atuação: VivaReal, maior plataforma imobiliária do Brasil, Suahouse, soluções de CRM e Gestão de Vendas para Incorporadoras, Geoimovel, empresa de soluções e pesquisas imobiliárias.

VivaReal é uma plataforma digital com mais de 18 milhões de visitas por mês em seu site e aplicativos móveis que conecta imobiliárias, incorporadoras e corretores com consumidores que buscam um imóvel. São mais de 5 milhões de anúncios para compra e locação em mais de mil cidades brasileiras reunidos em um só lugar.

Para o mercado de lançamentos, a Suahouse e a Geoimóvel oferecem soluções por meio de ferramentas para gestão de vendas e análise mercadológica. A Suahouse possui um sistema completo de gestão comercial integrada ao módulo de transações e gestão de contratos para incorporadoras e a Geoimovel possui o maior e mais completo banco de dados do Brasil do setor imobiliário. 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Osasco Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.